Crendo no amor...

Eu preciso explicar que o sentimento que move minha crença é o AMOR...

Não há no blog, pelo menos eu procuro não mais colocar, nada que contraste com a idéia central do evangelho, que é o AMOR.

Lendo coisas antigas minhas percebo que algumas vezes eu troquei o AMOR pelo próximo, pela paixão desenfreada e insana por uma instituição falida e humana (pra quem não sabe, estou falando de DENOMINAÇÃO). Todavia, o que movia minha vida sempre foi o apego exagerado àquilo que eu cria. Um senso de responsabilidade enorme, uma obrigação diuturna de manter minha vida alinhada àquilo que eu cria ser o certo.

Hoje, porém, depois de ser pisoteado pela igreja, de ser morto por um exército que eu achava ser o meu, de ser atingido por fogo amigo, de ser deixado de lado por quem um dia prometeu servir ao mesmo Deus que eu, depois disso e de mais um pouco de coisas que o blog relata de maneira fiel e emotiva, eu cheguei à conclusão de que devo AMAR, AMAR sempre. Tem de ser o AMOR o princípio mestre da vida.

São Paulo disse: “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, porém o maior destes é o AMOR”. (1Co 13:13).

Se houver uma ocasião onde eu seja obrigado a escolher entre alguém e a igreja, eu escolho alguém, porque alguém deve ser AMADO, porque alguém tem alma, porque alguém pode AMAR, porque a alguém é que deve ser mostrado o AMOR.

Quando começamos a entender a bíblia como realmente ela é, ou seja, um livro de amor de Deus para com todos, logo chegamos a uma única possibilidade de interpretação: tudo o que aconteceu foi porque Deus nos AMOU primeiro e tão grande maneira que veio Ele mesmo, Deus, morrer como homem, a morte maldita de cruz.

Hebreus fala da galeria da fé, e todo o resto da bíblia fala da galeria do AMOR. O livro sem autor até tenta abranger um pouco mais a idéia de fé e graça, mas ele também acaba por se render ao amor, quando prega que a fé deve ser vivida de forma caridosa e abnegada: isso é AMAR.

Como cantava o poeta do Legião.: “acho que não sei quem sou, só sei do que não gosto...e nesses dias tão estranhos...”, eu diria: SEI MUITO BEM QUEM SOU, SEI DO QUE GOSTO, FAZÊ-LO É QUEM NEM SEMPRE É FÁCIL NESTE TEMPO TÃO MÓRBIDOS.

Por isso eu sigo tentando amar. Nem sempre eu consigo. Mas este é sempre o alvo.

Ao Deus que nos ama, ao Cristo que move o amor, e ao Espírito que desperta o sentimento, seja a Glória...

(p.s: ainda essa semana tem mais...)

Comentários

Evandro Salgado disse…
saudade desse pastor! tamo junto nessa bro.. abração.
Keity disse…
Nem sempre é facil amar...
mas essa deve ser nossa escolha diaria..
muito 10 o assuntooooo...
bjs
César Augusto disse…
como diria o poeta "zézé" É o Amor
Que mexe com minha cabeça E me deixa assim, Que faz eu pensar em você E esquecer de mim, Que faz eu esquecer Que a vida é feita pra viver.....